sexta-feira, 4 de maio de 2012

Festas na Praia

@ Praia da Torre, 2011

Tenho saudades de quando éramos simples, fugazes e humanos. Tenho saudades de quando protestávamos o capitalismo e nos sentávamos na areia, fingindo estar numa ilha, contando histórias de cantar e encantar, de amor, comédia, risos, sexo, choros, tripes, festas, amizade.
Lembro-me dos jambés, das guitarras e das vozes; do som dos cães, cansados de correr praia fora, do barulho do mar a acompanhar a música, desses momentos Zen que vivi; da música estranha que o telemóvel estranho reproduzia, da conversa estranha que tive nesse momento - O fogo, porque falei durante uma hora sobre fogo; do cheiro a fumo, do cheiro a erva, do cheiro a maresia, do cheiro a confusão.
DE! De, de, de... De desenhar espirais no chão, de ir ao mar ás 4 da madrugada; de, de, de...
Tenho saudades de quando acolhemos 45 em torno de uma fogueira - quando no fundo, tínhamos começado 15.

Liberdade 

Vim dizer: BOM FIM-DE-SEMANAAA!

Kisu, 
Eme's.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Conta-me histórias tu também !